sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

A primeira fratura!

Lembram quando eu falei que eu via muita coisa minha no Anthony? Essa não é uma delas!

O pequeno gafanhoto ganhou sua primeira fratura. Sim! Sabem como? Brincando de desmaiar. 


A brincadeira consistia em, basicamente, ficar de pé em cima da nossa cama e soltar o corpo. É uma brincadeira dinâmica no qual o indivíduo envolvido recobra a consciência quase que imediatamente e inicia um novo ciclo da peripécia. 

Em uma investigação superficial, descobri dois pontos que deram errados:

1° Nossa cama é alta: É daquelas camonas que os casais sonham. Ela tem a altura de... eu não vou saber ao certo, mas é do tamanho aproximado da Tia Mara (nossa tia); Cerca de 50 cm de altura. 

2° Ele errou a cama: Em uma das quedas o menino Anthony passou direto e foi de encontro ao chão. Foi um barulho seco. Tipo quando você solta um colchão na sala para iniciar uma noite de filmes. Mas não era o Colchão, era o menino Anthony!

Ele se machucou ele.





O maior desafio de um pequeno fraturado é que eles não param quietos. Além disso, atualmente eles não engessam mais o tronco de quem quebra a clavícula. Eles botam TIPÓIA!


O problema é que ela sai com facilidade e eles não estão nem aí pra isso. O Anthony continua pulando e correndo. 

Ontem eu tive uma conversa com ele. Avaliei profundamente o que eu poderia falar sem ser incisivo demais e sem traumatizar a criança para evitar ter que pagar terapia. Falei o seguinte:

"- SE VOCÊ NÃO PARAR QUIETO SEU BRAÇO VAI FICAR MENOR QUE O OUTRO."

Aparentemente resolveu. (Por cinco minutos...)

Fora isso ele se adaptou bem. Hoje, antes de sair de casa, ele estava dormindo em cima do ombro fraturado. 

Está quebrado mas passa bem!










2 comentários:

  1. Ooo Deus que dó, mais criança tem uma recuperação rápida... Logo ele estará 100% :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que sim pq o guri não para quieto!!!

      Excluir

Gostou?