quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Alguém especial...

Olá galera, tudo bem com vocês? Nós (três) estamos bem. É um aprendizado atrás do outro mas é gratificante.

Massss, hoje não vim pra falar de gravides, ou fazer piadas ou paquerar o pequeno Anthony como de costume. Vim pra falar de amor! Do meu amor!

Cara, é impressionante como alguém pode surgir na sua vida mudar o norte dela. Isso aconteceu comigo quando meu docinho - que guti guti - apareceu. Já falei no blog um pouco sobre isso mas confesso que tenho me impressionado mais a cada dia. Que mulher valente, que mulher guerreira, que mulher sábia e que mulher mais linda! Senhor!

Apesar das olheiras, do cansaço e do mau humor (eca) ela continua sendo maravilhosa. Tem sido uma cúmplice pra tudo, tem sido amiga e mãe ao mesmo tempo.

Não, para tudo! Sério! Olhem isso meninAs (Os meninOs vão orar que Deus vai prover alguma outra mulher solteira e valorosa, falou?!)

Vocês estão entendendo agora?! E sabe o que é mais legal? HOJE É O ANIVERSÁRIO DELA!

Parabéns meu amor! Que Deus continue abençoando muito sua vida, dando discernimento para cuidar do nosso bebe, renove todos os dias suas forças, que você seja mais calma comigo. Esse dia lindo é seu e desejo não só hoje, mas sempre o melhor pra você.

EU TE AMO MUITO E VOCÊ ME COMPLETA


domingo, 8 de setembro de 2013

Nasceu, mas ainda não está pronto.

Olá galerinha, tudo bem?

Trago boas novas e um belo relato, claro que é na "versão papai" e muito provavelmente a mamãe fará um para ela...

Bom, após uma última semana resolvemos que faríamos a cesárea na sexta feira, dia 06/09. Como estava programado para as 19:00 horas, trabalhei normalmente (mais ou menos né) até as 16:00 horas, quando a Jacky passaria de carro me buscar, pois trabalho a caminho da maternidade. Isso mesmo, ela foi dirigindo.

Chegamos ao Hospital Santa Cruz perto das 16:15 e logo demos entrada no internamento. Como é um processo rápido e sem burocracia nenhuma (¬¬) as 18 horas subimos para o quarto. Neste mesmo momento a mamãe do ano já foi convocada para a sala de parto onde iniciaria sua preparação.

Logo após também fui convidado a adentrar no ambiente e me trocar:


Neste momento várias coisas passam pela cabeça. Entre elas orações, nervosismo, expectativa, curiosidade e ansiedade. Tudo isso temperado com uma boa porção de imaginação.

Enquanto isso os familiares aguardavam no café do hospital, que fica em frente de onde os bebês são mostrados pela primeira vez.



Eis que, após ter conversado com o médico, sou chamado para a sala de parto. Entro e lá está ela, a mamãe mais gata do mundo. Como ainda estavam higienizando sua barriga, aproveitamos para tirar fotos:


Na sequencia começou o trabalho de parto. A Jacky se manteve super tranquila e conversamos durante todo o procedimento. Logo vi pela primeira vez alguém muito, mas muito bravo:




Infelizmente, devido a política de segurança do hospital, eu não pude cortar o cordão. De qualquer forma o pequeno Anthony nasceu com 3,030 kg e 47 cm, as 19:39.

Após pesagem, medição, limpeza, primeiras vacinas fui apresentá-lo para a família:


Depois ficou em repouso por cerca de duas horas, até ser liberado e ir para o quarto, onde teríamos nossa primeira noite juntos.


Essa primeira noite ele dormiu durante todo o tempo. Mostrou-se extremamente sereno e sequer chorou. Ficamos admirados e orgulhosos em perceber que nosso rebento não nos daria maiores trabalhos. Mesmo assim permanecemos alertas e acordados durante a maior parte do tempo. Não foi problema algum, visto que sabíamos desta condição quando engravidamos.
Na manhã seguinte fomos surpreendidos com um dia tão lindo e tão azul como se nosso bebê estivesse recebendo as boas vindas:


E aí começamos a nos conhecer. Ele mamou (sem problema, aprendeu rápido), recebeu colinho do papai, mimos, tomou o primeiro banho (e odiou). Ao longo do dia recebeu diversas visitas dos avós, tios, amigos e um pequeno detalhe passou despercebido: ele dormiu o dia inteirinho!!! Esse,com certeza foi um erro que não irá se repetir.





Na noite após o dia movimentado, adivinha quem não pregou o olho? Revezamos acordados mas mesmo assim tomamos um baile do pequenino que estava a todo vapor. Por volta das quatro da manhã nós arregamos. Sim, ligamos para o berçário e solicitamos que pegassem o bebê para que pudêssemos descansar um pouco. A enfermeira foi bastante solicita e nos orientou de como proceder. Dormimos bem depois disso. Um repouso que precisávamos.

Por volta das 06:30 nos devolveram ele e cuidei dele um período para que a Jacky pudesse ficar confortável. Depois de um tempo ela acordou e cuidou dele para que eu dormisse mais um pouquinho.

O domingo também foi movimentado no período da tarde, mas durante a manhã podemos curtir um pouco a sós o filhote:


Neste mesmo dia, ele realizou o teste do pezinho e após pudemos receber alta. Viemos para casa e fomos surpreendidos com um fenômeno muito lindo da lua:


Chegando em casa o Anthony foi trocado, mamou e está dormindo, assim como sua mamãe guerreira e linda.

Agradeço a todos que fizeram parte disso e estiveram conosco neste período. Vocês são importantes para nós!


domingo, 4 de agosto de 2013

Muito nervoso, papai?

Essa é a pergunta que recebo com uma certa frequência. A resposta é sempre a mesma: "-Não, diria que nervoso não."
E, de fato, não estou. Pelo menos não definiria como nervosismo. O que sinto nesta reta final é curiosidade!

Isso mesmo, curiosidade.

Durante o período de gestação da minha ruiva gata, percebi que ela se preparou MUITO para este momento. Passava horas lendo, vendo vídeos, participando de forums e desta blogosfera maluca. Sempre que eu a questionava sobre algo, a resposta estava na ponta da língua. Isso fez com que eu confiasse em seus conhecimentos. Um fato que também me tranquilizou muito foi  ela ter dois irmãos que ajudou a cuidar quando pequenos. Logo, se eu não souber como agir, certamente ela saberá. #Orgulhodaesposa

Nestes últimos dias tenho sido tomado pela curiosidade. Curiosidade de saber como será o rostinho do Anthony, sua personalidade, seu jeitinho de ser, suas manhas, o som de seu choro...essas coisas.

Passamos pelo menos o último mês (julho) de forma muito intensa. Reta final para tudo, quartinho, chá de bebê, correria mesmo. Porém agora estamos aproveitando o momento e descansando. Ressalvo ainda que estamos muito bem. O Anthony até interage com o papai e com a mamãe. É um figurinha lindo.

quarta-feira, 24 de julho de 2013

O sol voltou a brilhar

Bom dia pessoas, tudo bem?

Um pouquinho atrasado para dar a notícia: Segunda feira busquei a Jacky na maternidade e ela saiu de risco. Está em casa em perfeitas condições. E o Anthony, o Anthony, não para quieto. hahaha

É um figurinha, quero morder a orelha dele logo.

Ainda na segunda feira a noite, a Jacky estava com um mau humor INSUPORTÁVEL...

Credo gentes!!! (intencionalmente colocado de forma errada)

Mas depois passou, graças a Deus. Jeová dos crentes viu!

O que o marido de vocês faz quando vocês ficam resmunguentas? Não deve ter muito o que fazer.

Minha vontade é deitar em posição fetal, embaixo de uma mesa, e chorar!

domingo, 21 de julho de 2013

Sustos...

Caros,

Ontem tivemos mais um susto. A Jacky voltou a ter uma série de contrações. Viemos para a Maternidade st. Brígida onde ela ficará internada por alguns dias. Tanto ela quanto o Anthony estão fora de perigo, porém em observação.

Ontem quando cheguei em casa, resolvi orar, mas não para pedir para Deus cuidar deles. Eu orei agradecendo por Deus ter cuidado deles. Muitas vezes não tive fé suficiente para deixar Deus resolver aquilo que eu não conseguia. Até pedia, mas na metade do processo, tirava o problema da mão Dele e tentava resolver. Algo como "Eu consigo resolver, deixa comigo." - que vergonha-.

Ontem aprendi diferente, agradeci como se dissesse "Eu sei que o Senhor conhece nossos corações, obrigado por ter cuidado."

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Pense um pouco...

A segurança de uma criança está fundamentada não na quantidade de amor que os pais tem para com ela, mas na quantidade de amor que seus pais têm um pelo outro. Susan Alexander Yates.

Sem mais.

quarta-feira, 3 de julho de 2013

O parto e o boleto

Olá barrigudas!!!

Venho por meio deste expressar minha não concordância com a taxa de disponibilidade.

Taxa de disponibilidade é um valor cobrado pelo médico para que ele faça seu parto, mesmo com plano de saúde. Fato é que o plano paga R$300,00 (metade de um salário por CADA parto que os "dotô" fazem).

Mas alguns médicos ainda cobram uma taxa de disponibilidade para que ele vá até o local onde o seu gordinho fazedor de mecônio vai respirar pela primeira vez.

Ok, acho bacana visto o baixo valor, mas mesmo assim não concordo. Penso que o plano de saúde deveria fazer algo a altura sobre isso. Aumentar repasse e etc.

Fiquei pensando em como evitar esta taxa e cheguei as seguintes conclusões:

1) Pagar (Deus irá nos abençoar certamente)

2) Ter um parto de em uma unidade conveniada com o plano com qualquer plantonista. Existem dois tipos de plantonistas; Os bons e os Ruins. Logo a chance do Anthony nascer com um plantonista bom é de 50%.

3) Fazer um parto humanizado.

4) Esperar pelo parto normal e quando estiver com 8 de dilatação chamar um táxi para que o bebê nasça dentro do táxi. Nos filmes o motorista SEMPRE sabe fazer o parto.

O que vocês acham?